Padrasto matou enteada de 16 anos porque não aceitava processo de separação com mãe da vítima


Notícia triste. Por não ter aceitado o fim de um relacionamento, um homem é suspeito da morte da enteada de apenas 16 anos em Foz do Iguaçu, no estado do Paraná. A informação foi confirmada pela delegada que investiga o caso, Dra. Iane Cardoso.

A menina, identificada como Maria Eduarda, foi morta a facadas enquanto dormia em casa na manhã de sábado (6). O suspeito José Altamiro Gomes da Silva, de 56 anos. Ele morreu horas depois do crime em uma batida de trânsito.

O corpo de Maria Eduarda foi sepultado no Cemitério Municipal de Missal. (Com informações do G1).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reinfecção por covid-19

Como comprar Bitcoin

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA