Supermercados europeus boicotam carne brasileira

Devido recentes denúncias de destruição da Floresta Amazônica, cinco redes europeias de supermercados e uma fabricante de alimentos comunicaram que não vão mais vender carne bovina com origem no Brasil ou produtos de carne ligados à empresa brasileira JBS. A informação foi divulgada neste quarta-feira pelo portal de notícias g1.


Segundo a publicação, as seis redes são o grupo holandês Ahold Delhaize (que inclui as marcas Delhaize e Albert Heijn), a também holandesa Lidl Netherlands (que pertence ao grupo alemão Lidl), a belga Carrefour Belgium (subsidiária do grupo francês de mesmo nome), a francesa Auchan e as britânicas Sainsbury's e Princes Group.

Os compromissos assumidos variam de uma empresa para a outra. A Lidl se comprometeu a não vender mais carne com origem na América do Sul a partir de 2022. 

Os boicotes foram anunciados depois de uma investigação das ONGs Repórter Brasil e Mighty Earth acusar a JBS de adquirir reses criadas em áreas desmatadas, dentro de um esquema conhecido como "lavagem de gado".

Outro lado -  A JBS declarou à agência de notícias Reuters que mantém tolerância zero com o desmatamento ilegal e que bloqueou mais de 14 mil fornecedores por descumprirem suas normas. Com informações do g1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reinfecção por covid-19

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA

Como comprar Bitcoin