Centro da Terra está esfriando mais rápido

O núcleo da Terra é chave para a vida. Ele fica a quase 3.000 km de profundidade da crosta terrestre, com um raio de 3.500 km. As temperaturas do núcleo podem flutuar entre 4.400° C e 6.000° C, temperaturas simulares às do Sol.

Mas, se um dia ele se apagar, o planeta se converterá numa gigantesca rocha fria e inerte.  Agora uma pesquisa recente calculou que esse esfriamento está ocorrendo mais rápido do que se pensava. Esse esfriamento ocorre em escalas de milhares de milhões de anos, portanto, por mais rápido que ocorra, nenhum de nós estará vivo para ver como seria essa morte fria do planeta.

Os especialistas, no entanto, concordam que investigar esses processos naturais é chave para compreender melhor a evolução da Terra e os fenômenos que afetam a vida no planeta. Eles não sabem exatamente quanto tempo levará para o planeta esfriar até o ponto em que os fenômenos naturais que impulsionam o núcleo parem de ocorrer ou que o campo magnético desapareça. A matéria completa pode ser lida no site da BBC.

Fonte: BBC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reinfecção por covid-19

Como comprar Bitcoin

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA