Discurso contra ou a favor ao aborto faz perder ou ganhar votos, mas não muda a realidade

Você, eu e qualquer pessoa que defende a família, a moral e os bons costumes já está cansado de discursos hipócritas. A verdade é que precisamos conhecer a realidade dos fatos para entender certos posicionamentos. Dizer que é contra o aborto é muito fácil quando se tem intensões políticas, não é? Neste vídeo, a gente vai jogar um pouco de luz nesse assunto tão delicado que esconde uma realidade assustadora. Então! Independente se você é contra ou a favor do aborto é bom que leia este post, certamente, será uma oportunidade para ampliar o conhecimento e enriquecer o debate.

Você sabe qual é a realidade do Brasil no que diz respeito ao aborto? Preste bem atenção! Em 2020, 80 mil mulheres foram atendidas pelo SUS em razão de abortos malsucedidos, provocados ou espontâneos. Esse número impressiona, principalmente, quando consideramos o número de abortos legais que foi de 1.024. Esses dados mostram que algo urgente precisa ser feito. Estamos diante de um problema que não se limita apenas a questão religiosa porque também se tornou um problema de saúde pública. O que fazer para reduzir esses números? Como evitar essas mortes?

Inclusive, muita gente não sabe, mas o Governo brasileiro reconhece desde 2005 a necessidade da Atenção Humanizada ao Abortamento através de uma Norma Técnica. Ela diz que "o aborto realizado em condições inseguras é importante causa de morte materna; que as mulheres em processo de abortamento, espontâneo ou induzido, que procuram os serviços de saúde devem ser acolhidas, atendidas e tratadas com dignidade; e que a atenção tardia ao abortamento inseguro e às suas complicações pode ameaçar a vida, a saúde física e mental das mulheres".

A Norma Técnica do Ministério da Saúde também ressalta que o abortamento representa grave problema de saúde pública em países em desenvolvimento, inclusive no Brasil, com sua discussão envolvendo complexo conjunto de aspectos legais, morais, religiosos, sociais e culturais.

Você está vendo aí como este assunto é complexo. Não atoa a Norma Técnica que trata da Atenção Humanizada ao Abortamento afirma que o tema merece abordagem ética, reflexão sobre os aspectos jurídicos, tendo como princípios norteadores a igualdade, a liberdade e a dignidade da pessoa humana, não se admitindo qualquer discriminação ou restrição do acesso a assistência à saúde.

Em ano eleitoral, discurso contra ou a favor ao aborto faz perder ou ganhar votos, mas não muda a realidade né? Enfim, independente de nossas convicções, ainda temos muito que aprender. Você gostou desta publicação? Comente abaixo, a gente quer saber sua opinião. 

(Washington Luiz, jornalista e teólogo)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reinfecção por covid-19

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA

Como comprar Bitcoin