Com inflação acima de 12%, Paulo Guedes diz que nós já saímos do inferno.

Diante de certos argumentos, estou cada vez mais convicto que fica realmente difícil acreditar em qualquer coisa oriunda do governo Bolsonaro. A boa de hoje vem do ministro da Economia, Paulo Guedes. 

Primeiro, classificou a reeleição como tragédia. "Eu sempre fui a favor de acabar com a reeleição". Depois, disse estar disposto a continuar no cargo em um eventual segundo governo do presidente Jair Bolsonaro. Guedes disse isso no evento da consultoria política Arko Advice com o TC (Traders Club) quando foi perguntado se continuaria no cargo.

O papinho é o mesmo de quem mandou boa parte de seu patrimônio para exterior e se protegeu da inflação que destrói o salário do brasileiro. Privatização, redução de impostos e redução do preço da energia no país. Ou seja, em ano eleitoral, Guedes volta com essa conversinha para boi dormir. A verdade é outra e basta ver o preço do gás de cozinha mais de R$100.

Não bastasse isso! Guedes ainda tem coragem de dizer que o Brasil que tem uma taxa de juros, atualmente, de 12,75% ao ano já saiu do inferno. "Nós já saímos do inferno. Sabemos como sair do fundo do poço".  Como assim, sério isso? Fala verdade, Paulo Guedes.

Washington Luiz, jornalista e teólogo

Comentários

Postagens mais visitadas