Governo regulamenta empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil

A portaria que regulamenta o empréstimo consignado para os beneficiários do Auxílio Brasil foi publicada no "Diário Oficial da União" desta terça-feira (27). 

Segundo a regulamentação, o valor máximo que poderá ser contratado será aquele em que as parcelas comprometam até 40% do valor mensal do benefício. Mas em vez de ser considerado o valor mínimo atual do benefício de R$ 600, que só vale até dezembro, valerá o de R$ 400. Assim, o valor da parcela será de no máximo R$ 160.

A portaria publicada estabelece ainda que o número máximo de parcelas será de 24 e a taxa de juros não poderá ser superior a 3,5% ao mês.

Ainda de acordo com as regras, se o benefício for cancelado, o empréstimo não será cancelado. Ou seja, mesmo se deixar de receber o Auxílio Brasil, o beneficiário precisa se organizar para pagar todos os meses o empréstimo até o final do prazo do contrato, depositando na sua conta o valor da parcela.

A regulamentação do empréstimo consignado para os beneficiários do Auxílio Brasil é criticada por especialistas, que apontam para o risco de endividamento ainda maior da população mais vulnerável.

*Com informações do G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professor Xavier e Magneto se casaram?

Morre Mauricio Torres, apresentador do "Esporte Fantástico".

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA