Paulo Guedes dá munição para Lula na reta final e é criticado pelo Centrão

Ao que parece, deixar Paulo Guedes falar não é consenso na campanha de Bolsonaro. A divulgação da informação de que o ministro da Economia poderia desvincular da inflação os reajustes das aposentadorias e do salário mínimo virou munição para o comitê de Lula na reta final da campanha.

Lógico que  líderes do Centrão,  grupo mais interessado na releição de Bolsonaro, não gostou nadinha disso. Segundo informações do jornalista Valdo Cruz, nos bastidores do comitê e do Palácio do Planalto, a avaliação foi que a equipe de Guedes "errou politicamente" ao trazer de volta para o debate uma proposta que já desgastou o governo no passado.

Para piorar, Bolsonaro disse que a forma como a oposição está tratando o tema é uma fake news. Tratou de garantir que o salário mínimo continuará sendo reajustado, mas também admitiu que a ideia está em discussão. Bolsonaro disse que não é verdade que não haverá aumento, mas que o reajuste ficará "indefinido", o que foi visto por sua equipe como um erro do presidente.

E aí? O que vocês acham disso? Diz aí nos comentários! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professor Xavier e Magneto se casaram?

Morre Mauricio Torres, apresentador do "Esporte Fantástico".

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA