Rio de Janeiro quer prender suspeitos de envolvimento com jogos de azar

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) faz hoje (29) uma operação - em parceria com a Polícia Federal (PF) - para cumprir 26 mandados de prisão contra suspeitos de envolvimento com jogos de azar. A Operação Fim da Linha também cumpre 57 mandados de busca e apreensão.

Durante as investigações, o MPRJ identificou que o grupo atuava na exploração de bingos clandestinos no Rio, com a conivência de policiais militares. Segundo o MPRJ, o grupo criminoso é acusado de fraudar resultados de jogos, corromper agentes públicos e usar a violência para consolidar sua atuação.

Foram identificados três núcleos da organização criminosa, cada um agindo em uma área da cidade: Copacabana, na zona sul, Saens Peña e Cascadura, na zona norte.

Entre os mandados de busca e apreensão, quatro estão sendo cumpridos em endereços de oficiais da Polícia Militar, entre eles, um ex-secretário estadual de Polícia Militar do Rio. Os nomes dos envolvidos ainda não foram divulgados.

Agência Brasil

Comentários

Atenção! Por favor, observe que o conteúdo deste site é protegido por direitos autorais. Não é permitido o uso não autorizado do conteúdo sem a permissão prévia do autor. Caso tenha interesse em utilizar alguma parte do conteúdo, por favor, entre em contato pelo e-mail momentoverdadeiro@gmail.com para mais informações. Agradecemos a compreensão.

Seguidores

Postagens mais visitadas deste blog

Escândalo de estupro envolvendo Daniel Alves: Tatuagem expõe mentiras do jogador

Jovem relata como sobreviveu ao incêndio na Boate Kiss em Santa Maria (RS).

Vocalista da banda Gurizada Fandangueira contou sua versão sobre o incêndio na Boate Kiss.