New York Times, Le Monde e outros jornais reverenciam Pelé

 A notícia da morte de Pelé, aos 82 anos, repercutiu rapidamente na mídia internacional. Em reportagem de destaque na capa de seu portal, o New York Times o classificou como "uma figura transformadora dos esportes do século 20". O jornal apresentou uma biografia do atleta e lembrou seu papel na popularização do esporte nos Estados Unidos. Entre 1975 e 1977, Pelé atuou pelo New York Cosmos, clube que disputou a liga de futebol do país até 1983.

Em reportagem publicada em seu site, o jornal francês Le Monde afirmou que Pelé foi "o monarca absoluto da bola redonda, o único jogador a ter conquistado três Copas do Mundo, em 1958, 1962 e 1970". Em suas redes sociais, o veículo também lembrou a forma como, certa vez, o já falecido craque holandês Johan Cruyff definiu o brasileiro: "o único jogador de futebol a ultrapassar os limites da lógica".

O L'Équipe, jornal francês dedicado ao esporte, estampou em seu site: "o rei está morto". O veículo foi o responsável por organizar, em 1980, uma votação que consagrou Pelé como o atleta do século. Participaram jornalistas das 20 mais importantes publicações de esportes do mundo. Na disputa, o brasileiro teve como companhia, respectivamente na segunda e na terceira posição, o atleta norte-americano Jesse Owens e o ciclista belga Eddy Merchx.

Outra referência internacional entre os jornais esportivos, o espanhol Marca destacou na capa de seu portal um vídeo com o título: "Os momentos inesquecíveis de Pelé: a grande obra de arte que nunca se viu, o drible impossível". O veículo assume a dificuldade da edição da imagens: "a magia do Rei encheria todas as páginas do jornal Marca. Então aqui você verá apenas uma pequena parte de um futebol que o elevou ao 'Olimpo dos Deuses'"

Na Argentina, o jornal Clarín apontou Pelé como "a primeira grande estrela mundial do futebol" e "um símbolo supremo do futebol espetáculo". Também destacou a "relação entre amores e ódios" com Diego Maradona, lembrando declarações elogiosas e ácidas de ambos e mencionando a paz selada em 2016.

Reportagens de capa foram publicadas ainda nos sites de diversos outros jornais, como o inglês The Guardian, o italiano La Stampa e o alemão Bild.

Mineiro de Três Corações (MG), Edson Arantes do Nascimento, ou simplesmente Pelé, morreu hoje (29) em São Paulo aos 82 anos. Ele sofria com um câncer de cólon. Jogou futebol por 21 anos, sendo 18 pelo Santos e três pelo New York Cosmos. Pela seleção brasileira, disputou 92 partidas.

Agência Brasil

Comentários

Atenção! Por favor, observe que o conteúdo deste site é protegido por direitos autorais. Não é permitido o uso não autorizado do conteúdo sem a permissão prévia do autor. Caso tenha interesse em utilizar alguma parte do conteúdo, por favor, entre em contato pelo e-mail momentoverdadeiro@gmail.com para mais informações. Agradecemos a compreensão.

Seguidores

Postagens mais visitadas deste blog

Escândalo de estupro envolvendo Daniel Alves: Tatuagem expõe mentiras do jogador

Jovem relata como sobreviveu ao incêndio na Boate Kiss em Santa Maria (RS).

Vocalista da banda Gurizada Fandangueira contou sua versão sobre o incêndio na Boate Kiss.