Morre, aos 78 anos, Lee Kun-hee, presidente da Samsung

Médica pediatra denuncia uma série de irregularidades no atendimento do Hospital Ferreira Machado.

Foto: Raphael Cordeiro - Vereadora  Ilsan Vianna

Leia também -
CPI do PSF foi só um pedido inoportuno...
Paciente recebe medicamento trocado no P.U...
Oposição precisa de organização diz vereadora...
Tem secretário boicotando vereadores em Campos?
A vereadora Ilsan Viana (PDT) apresentou na sessão desta quarta-feira um depoimento de uma médica pediatra que chocou os vereadores, a doutora trabalha na rede municipal a mais de 16 anos e disse que o Hospital Ferreira Machado não atende as crianças, só se entrar de ambulância, isso tendo quatro pediatras de plantão. “Quando a prefeitura vai resolver este problema?... O secretário de Saúde tem que estar sabendo disso, tem que botar esse pessoal para trabalhar. Eles estão fazendo esquema: são 04 pediatras só 24 horas, divide por 4 dá 6 horas para cada 1.  Seis horas trabalhando e dezoito em casa. O diretor do Ferreira Machado (Dr. Ricardo Madeira) está ciente disso porque comuniquei isso e nada foi mudado, nada foi mudado... Estou exausta e cansada.” Denunciou a  Dra. Carmem Lucia Sá.

Segundo a médica a rede está com dificuldades de contratar pediatras. “Eles estão valendo ouro, peso de ouro, tem que pagar mais e selecionar mais os pediatras.” – Disse ainda que dos poucos pediatras que trabalham na rede têm muitos que estão à disposição de políticos. “Tem muitos pediatras que eu conheço que estão à disposição de políticos, ou seja, estão ganhando sem trabalhar... isso é público e notório, totalmente identificado.” Declarou a Dra. Carmem Lucia que relatou está sofrendo ameaças porque não consegue atender mais rápido e dar atendimento decente. “Não falta pediatra não, tem é que acabar com o cambalhacho.”

A Secretaria Municipal de Sáude ainda não se pronunciou sobre as denuncias, já a direção do Hospital Ferreira Machado não divulgou nenhuma nota sobre a veracidade ou não dos fatos apresentados pela médica.

Momento Verdadeiro.

Comentários

  1. sou tambem medica pediatra e servidora pública, da capital do Estado de Goias ,tambem vivi situações semelhantes a esta,na qual trabalhava na urgencia com mais 2" colegas " que dividiam o plantao de 12 hs,sendo que cada um fazia 6 hs,enquanto eu fazia o horario inteiro das 12 hs.No inicio achava que cada um ganhava 6 hs,só que descobri que ganhavam 12 hs com o trabalho de 6 hs; e ,que a direção da unidade e os "colegas " tinham esse acordo.Coloquei a boca no trombone e reclamei,arrumei inimizades e houve conserto parcial da situação.Até que, com as decepções, mudei de escala, fui para o ambulatório e não mais trabalhei com esses "colegas".Vemos que as secretarias de saude estao dizendo que esta faltando pediatras para o serviço publico.Não parece,eu mesma gostaria de voltar a trabalhar no interior mas não há anúncios que valorizem o pediatra.Vemos o generalista com melhores ofertas de salarios que os pediatras.Cadê??? Estou Aguardando uma Proposta convincente para sair da capital com baixos salarios,e esta dificil achar.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.