Caixa Econômica Federal alterou Bolsa Família na véspera de boato, diz jornal.

A Caixa Econômica Federal alterou, sem aviso prévio, todo o calendário de pagamento do Bolsa Família. De acordo com o jornal "Folha de São Paulo",  por causa dessa mudança todos os benefícios, em um total de R$ 2 bilhões, foram liberados de uma só vez nas contas das 13,8 milhões famílias atendidas. A informação, confirmada pela CEF na última sexta-feira, 24 de maio, contraria a versão que o banco estatal vinha divulgando desde o início do caso.
(Reprodução de Internet)
Segundo a publicação, na última sexta-feira, 17 de maio, todos os benefícios estavam liberados. No sábado, movidas por boatos sobre o fim do programa e um suposto pagamento extra pelo Dia das Mães, entre outros, milhares de pessoas foram a agências para sacar o benefício. O tumulto - que incluiu depredação de caixas eletrônicos- levou petistas a acusar a oposição de estar por trás dos boatos sobre o fim do programa.

A reportagem de Aguirre Talento e Daniel Carvalho informa que o pagamento do Bolsa Família é feito de forma escalonada, seguindo a ordem do último número no cartão. Em maio, por exemplo, aqueles com cartão de final "1" receberiam o pagamento a partir do dia 17, e, assim por diante, até os com o final "0", no dia 31. A Folha de S. Paulo teve acesso a um comprovante do saque do benefício realizado na sexta, 17, o que mostra a antecipação do pagamento em 12 dias. 

Confrontada pelo jornal a Caixa Econômica Federal  mudou a versão oficial. Afirmou que, por causa de ações em busca de "melhorias no Cadastro de Informações Sociais", o banco "optou por permitir o saque pelos beneficiários independentemente do calendário individual". O benefício já foi antecipado em outras ocasiões, como em calamidades, informou a CEF. 

A Polícia Federal  já começou a investigar a história. Entre os casos investigados, estão o de pessoas que dizem ter recebido ligações com gravação eletrônica falando sobre o fim do programa.

Dilma Rousseff chamou de "criminoso" e "desumano" o responsável pelos boatos. Dois dias depois, o ex-presidente Lula associou a boataria a "gente do mal". (*) Com informações da Folha de São Paulo.

Leia também:

Postagens mais visitadas