Carro de Cristiano Araújo estava a 179km/h na hora do acidente, aponta laudo de montadora.

O motorista de Cristiano Araújo que conduzia o carro do cantor sertanejo no dia do acidente fatal dirigia a uma velocidade de 179,3 km/h antes do automóvel capotar. Segundo o delegado responsável pelo caso, Fabiano Henrique Jacomelis, essa foi a conclusão do relatório técnico feito pela montadora Land Rover, fabricante da Range Rover usada no acidente.


"Essa informação não tem valor oficial, ainda aguardamos a conclusão do Instituto de Criminalística da Polícia Civil para terminar as investigações, mas ela vem corroborar o depoimento do próprio motorista, que assumiu que dirigia acima da velocidade permitida", conta o delegado. "O nossa laudo investiga também se a questão das rodas não originais influenciou ou não", explica.

De acordo com o delegado, a velocidade citada no relatório da Land Rover refere-se àquela em que o carro estava cinco segundos antes do acionamento dos airbags. A velocidade máxima no trecho da rodovia onde aconteceu o acidente é de 110 km/h.

Se o laudo da polícia também informar que o motorista Ronaldo Miranda dirigia acima do permitido, ele poderá ser indiciado pelo crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. A pena para esse tipo de crime pode variar de dois a quatro anos de detenção, com suspensão da Carteira Nacional de Habilitação ou proibição de se obter uma nova.

No acidente, além de Cristiano Araújo, também morreu a namorada do sertanejo, Allana de Moraes, de 19 anos. Em entrevista ao Ego, a mãe da jovem já contou que não se interessa pelas investigações. O empresário de Cristiano, Vitor Leonardo, que estava no banco do carona no momento do acidente, também não aguarda o laudo da perícia com expectativa. "O acidente poderia ter sido evitado? Poderia. Mas já estava escrito, marcado. Infelizmente a hora dele chegou. Na minha opinião, não há culpados. Foi a feita a vontade de Deus... Resumindo, é isso".

Fonte: Ego

Comentários

Eu apoio Notícias do Momento

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.