TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

Imagem
 O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, assinou ontem (21) uma resolução suspendendo as consequências legais para quem não votou nas eleições municipais de 2020 e não justificou ou pagou a multa. Entre suas justificativas, a medida considera “que a persistência e o agravamento da pandemia da Covid-19 no país impõem aos eleitores que não compareceram à votação nas Eleições 2020, sobretudo àqueles em situação de maior vulnerabilidade, obstáculos para realizarem a justificativa eleitoral”. O texto da resolução sobre o assunto considera ainda a “dificuldade de obtenção de documentação comprobatória do impedimento para votar no caso de ausência às urnas por sintomas da covid-19”. A norma não estipula prazo para a suspensão das sanções para quem não votou e não justificou ou pagou multa. A medida ficará vigente ao menos até que o plenário do TSE vote se aprova ou não a resolução assinada por Barroso. Isso não deve acontecer antes de fevereiro, devido ao rece

Coveiro teria abusado de cadáver de idosa de 70 anos no Piauí.

Gente! Quando a gente pensa que já viu de tudo nesta vida, sempre há algo inimaginável acontecendo. No último domingo, 30, uma cena nada comum foi presenciada no cemitério da Igualdade no centro de Parnaíba no estado do Piauí. O corpo de uma senhora de aproximadamente 70 anos, que segundo informações do coveiro, havia sido sepultada na manhã deste último sábado (29), foi encontrada fora de seu túmulo com suspeitas de abuso sexual.

A polícia foi acionada por uma mulher que visitava um ente querido e acabou encontrando tamanha crueldade.“Rebemos a denúncia de que alguém teria violado a cova de uma idosa enterrada no sábado. Ao chegar no local, os policiais encontraram o corpo com sinais de que teria sido abusado sexualmente e acionaram a perícia. Após indícios achados no local, a polícia chegou até o coveiro do cemitério, que foi preso e levado para a Central de Flagrantes de Parnaíba”, relatou o major Adriano Lucena.

Logo após a prisão, a família da idosa foi avisada do crime e participará dos processos que decorrerão após a investigação. Para comprovar o abuso, o coveiro e o cadáver passarão por um exame de corpo de delito.

Leia outras notícias do Brasil. Clique aqui.

Comentários

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?