TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

Imagem
 O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, assinou ontem (21) uma resolução suspendendo as consequências legais para quem não votou nas eleições municipais de 2020 e não justificou ou pagou a multa. Entre suas justificativas, a medida considera “que a persistência e o agravamento da pandemia da Covid-19 no país impõem aos eleitores que não compareceram à votação nas Eleições 2020, sobretudo àqueles em situação de maior vulnerabilidade, obstáculos para realizarem a justificativa eleitoral”. O texto da resolução sobre o assunto considera ainda a “dificuldade de obtenção de documentação comprobatória do impedimento para votar no caso de ausência às urnas por sintomas da covid-19”. A norma não estipula prazo para a suspensão das sanções para quem não votou e não justificou ou pagou multa. A medida ficará vigente ao menos até que o plenário do TSE vote se aprova ou não a resolução assinada por Barroso. Isso não deve acontecer antes de fevereiro, devido ao rece

Feliciano será candidato a prefeito de São Paulo.

O Partido Social Cristão (PSC), presidido pelo Pastor Everaldo, vai lançar o nome do deputado Marco Feliciano na disputa das eleições municipais de São Paulo.
O partido resolveu ter um candidato próprio e já planeja buscar apoio. “Vamos buscar partidos para aumentar nosso tempo de TV”, disse Everaldo em entrevista à Folha.

Feliciano está em seu segundo mandato como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Sua principal bandeira é a “defesa da família”, assunto que já o colocou diante de muitas polêmicas.

O deputado deve enfrentar na disputa pela Prefeitura da capital paulista nomes fortes como o de Marta Suplicy (PMDB), a senadora já foi prefeita de São Paulo outras vezes e possui um eleitorado forte.

O atual prefeito, Fernando Haddad (PT), também deve tentar a reeleição. Apesar de muitas críticas que recebe, o prefeito tem conquistado alguns paulistanos por conta de propostas como a inclusão da ciclovia em partes estratégicas da cidade e pela autorização do passe livre para estudantes.

Quem também deve tentar conquistar o voto dos paulistanos são Celso Russomanno (PRB), José Luiz Datena (PP), e o PSDB deve escolher um dos seguintes nomes: João Dória Jr., Andrea Matarazzo, Ricardo Trípoli e Bruno Covas.

Leia outras notícias do Brasil. Clique aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?