Papa recebe oração de pastores evangélicos e ora pela igreja.

Papa recebe oração de pastores evangélicos. Circula pela internet a informação de que o atual líder da Igreja Católica, o papa Francisco, recebeu oração de um grupo de 100 pastores pentecostais.O pontífice recebeu os evangélicos em um encontro no Vaticano. 

Então! Será que é verdade? A resposta é SIM. Apesar de não se tratar de uma notícia nova, pois o encontro do papa Francisco com os pastores pentecostais aconteceu na tarde de 08 de maio de 2015. Quando o grupo, liderado por Giovanni Traettino, da Igreja Pentecostal da Reconciliação, teve a oportunidade de conversar com o papa sobre o progresso da aproximação entre a Igreja Católica e as denominações pentecostais. "O encontro foi caracterizado por uma viva cordialidade e espírito de oração pela unidade. Foram os próprios pastores que manifestaram o desejo de encontrar Francisco", como informou a Rádio Vaticano.

Cabe ressaltar ainda que na ocasião o papa Francisco pediu perdão pela perseguição aos pentecostais. "Eu sou o pastor dos católicos e peço perdão por aqueles irmãos e irmãs católicos que não compreenderam e foram tentados pelo diabo", disse o pontífice.

Em junho deste ano o papa voltou a receber pastores pentecostais no Vaticano. De acordo com informações divulgadas pelo portal Gospel Prime, a reunião teve como objetivo manter o diálogo contínuo sobre a visão do papa Francisco sobre Jesus e o cristianismo.

⇾ Foto do papa Francisco com bandeira gay é falsa.
 Corpo de João Paulo II retirado do túmulo intacto. Será?

Conclusão: É verdade que o papa se reuniu com os pastores evangélicos e participou das orações. Também é fato que a Igreja Católica tem passado por uma renovação. O argentino Jorge Mario Bergoglio é o primeiro papa latino-americano da história, e também é a primeira vez que o cargo foi entregue a um jesuíta.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Comentários

Eu apoio Notícias do Momento

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.