Polícia aponta pai como responsável por matar adolescente no quintal de casa

São Paulo, Sexta-feira, 18 de Novembro - Gutenberg Peixoto Alves de Souza será indiciado pela Polícia Civil por homicídio e ocultação de cadáver de Agata Gonzaga Peixoto Ferreira, de 17 anos. Ela  desapareceu há mais de um ano. 

Gutenberg é o pai de Agata. Policiais encontraram uma ossada no quintal da casa em que os dois moraram, no bairro Balneário Britânia, em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo, na última sexta-feira (11). Os materiais genéticos foram coletados e passam por análise para confirmar se os restos mortais são da jovem, conforme informações divulgadas pelo g1.

O delegado Carlos Eiras, do DP Sede de Ilha Comprida, disse, em entrevista ao portal de notícias da Globo, que aguarda os resultados do Instituto Médico Legal (IML) para saber se a ossada, de fato, é de Agata. 

Leia também:

A ossada no quintal, as "mentiras" sobre o paradeiro da garota, o medo que ela tinha do pai e o desaparecimento dele ao ser questionado por familiares, são provas são suficientes para o indiciamento do homem e para iniciar um processo pela condenação dele, segundo o delegado.

Gutenberg Peixoto está foragido. A Justiça já decretou a prisão temporária do homem.

(Com informações do G1)



 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professor Xavier e Magneto se casaram?

Morre Mauricio Torres, apresentador do "Esporte Fantástico".

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA