Deu ruim! Rayanne Morais e Douglas Sampaio foram parar na DP.

Gilmar Mendes defende atualização da Lei de Abuso de Autoridade.

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Exército deve punir autor de vazamentos de dados de transgênera.


Nesta terça-feira, 29, o Exército Brasileiro (EB) informou que instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar e punir os responsáveis pelo vazamento da ficha de alistamento obrigatório da adolescente transgênera Marianna Lively, 18 anos, na última quarta-feira, 23, em Osasco, na Grande São Paulo. De acordo com informações do G1, após a divulgação das fotos e dos dados pessoais da jovem, ela começou a receber ligações e mensagens ofensivas e a ter a casa "vigiada" por militares.
O Exército Brasileiro divulgou, em nota, que "não discrimina qualquer pessoa em razão da raça, credo, orientação sexual ou outro parâmetro. O respeito ao indivíduo e à dignidade da pessoa humana, em todos os níveis, é condição imprescindível ao bom relacionamento de seus integrantes com a sociedade." O EB diz ainda que "a divulgação, sem autorização, das informações da pessoa em questão, durante o processo do Serviço Militar Obrigatório e já instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM)  para esclarecer o ocorrido e os envolvidos serão responsabilizados por suas ações, dentro do que prescreve a legislação vigente". 

Um Boletim de Ocorrência foi registrado na sexta-feira (25). Com informações do G1.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.