Flamengo deve ou não renovar com Emerson Sheik?

Thiago Lacerda ganha indenização de R$329.000,00.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Paciente suspeito de ebola apresenta bom estado geral de saúde, diz Fiocruz.


Saúde - O paciente com quadro suspeito de ebola fez exames laboratoriais de rotina após ser transferido para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas da Fundação Oswaldo Cruz (INI/Fiocruz), em Manguinhos, na zona norte do Rio. Segundo a Fiocruz, os resultados “não apresentaram importância médica” e o homem chegou ao instituto, em bom estado geral, sem febre, lúcido e cooperativo, mas estava desidratado e se queixou de dor de cabeça e falta de apetite.


A Fiocruz informou ainda que assim que chegou ao INI, no começo desta madrugada, foi coletado material do paciente para o teste especifico para ebola, que foi encaminhado para o laboratório de referência, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). “O paciente continuou recebendo o tratamento profilático para malária e hidratação intravenosa. Permaneceu afebril durante a noite e apresentou um episódio de diarreia no início da manhã”, diz o boletim divulgado hoje (12) pela Fiocruz.

No final da manhã, depois de nova avaliação, foi constatado que o homem permanece sem febre, mas já aceitava alimentação. “O paciente está calmo. Foi informado da suspeita diagnóstica e está ciente da necessidade de isolamento”.

O Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas é referência nacional para casos de ebola e segue o protocolo de segurança. O paciente, que é brasileiro e tem 46 anos, foi levado em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o hospital. Ele desembarcou na Base Aérea do Galeão, na Olha do Governador, zona norte do Rio, procedente de Belo Horizonte em um avião da Força Aérea Brasileira.

Na terça-feira (10), depois de ser atendido na Unidade de Pronto-Atendimento da Pampulha, em Belo Horizonte, onde relatou febre alta e dores muscular e de cabeça, foi identificado como suspeito de infecção pelo ebola e encaminhado para o Hospital Eduardo de Menezes, referência em infectologia. O homem chegou ao Brasil, vindo da Guiné, na sexta-feira (6) e dois dias depois começou a apresentar os sintomas.

De acordo com a Fiocruz, se o resultado do primeiro teste, que será divulgado após 24 horas, for negativo, um novo exame será feito e o resultado, novamente, será divulgado após mais um período de 24 horas. Segundo o Ministério da Saúde, o nome do paciente não foi divulgado para preservar a sua privacidade e os direitos legais.  "As autoridades sanitárias reforçam que o nome deve ser preservado".

[ Via Agência Brasil ]

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.