Vídeo de Bolsonaro contra Jean Wyllys é falso, diz polícia.

STF mantém Renan Calheiros na presidência do Senado.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

STJ nega liberdade ao empresário Marcelo Odebrecht


A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou hoje (15) pedido de liberdade ao presidente da empreiteira Odebrecht, Marcelo Odebrecht, preso em junho na Operação Lava Jato. Por quatro votos a um, os ministros entenderam que Marcelo deve continuar preso, por sua posição de liderança no esquema de desvios da Petrobras.

Seguindo voto do relator, ministro Jorge Mussi,  o colegiado concluiu que não há ilegalidade no decreto de prisão assinado pelo juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba. Para o relator, apesar do fim da investigação sobre a conduta de Marcelo, a prisão deve ser mantida para preservar a ordem pública, sob o risco de Odebrecht voltar a praticar os crimes.

Os ministros Felix Fischer, Reynaldo da Fonseca e Gurgel de Faria acompanharam o relator.

De acordo com a denúncia apresentada pelo MPF à Justiça Federal em Curitiba, Marcelo está envolvido diretamente no esquema de pagamento de propina a ex-dirigentes da Petrobras e atuava orientando as atividades dos demais acusados ligados à empreiteira.

Siga o M.V no Twitter e no Facebook 

Para abrir a ação penal, o juiz Sérgio Moro considerou significativos documentos da Suíça, apresentados pela acusação, que demonstram a movimentação de contas da Odebrecht para ex-dirigentes da estatal.

A defesa de Marcelo alegou que a prisão é ilegal e afirmou que houve cerceamento de defesa durante o julgamento.

Via Agência Brasil.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.