PMDB escolhe presidência da comissão especial do impeachment no Senado.

A eleição para presidente e a escolha do relator da comissão especial do impeachment no Senado Federal deve acontecer na próxima segunda-feira, dia 25 de abril. Hoje (20) à tarde, o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) indicou o senador Raimundo Lira (PB) para presidir a comissão.

O líder do PMDB na Casa, Eunício Oliveira, disse, em entrevista, que por ser a maior bancada no Senado, o partido teria o direito de escolher a presidência ou a relatoria da comissão e optou pelo primeiro cargo. “Eu disse para o senador Raimundo Lira que no momento em que ele sentar na cadeira de presidente de uma comissão processante contra um presidente da República, ele deixa de ser um representante do partido e vira um magistrado,” afirmou Eunício.

Outros Blocos

Segundo a Agência Senado, o Bloco Parlamentar Democracia Progressista indicou como titulares os senadores José Medeiros (PSD-MT), Ana Amélia (PP-RS) e Gladson Cameli (PP-AC). Os suplentes são Ségio Petecão (PSD-AC), Wilder Morais (PP-GO) e Otto Alencar (PSD-BA).

Ainda de acordo com a agência de notícias, as indicações do PMDB são Raimundo Lira (PB), Rose de Freitas (ES), Simone Tebet (MS), José Maranhão (PB) e Waldemir Moka (MS). Os suplentes são: Hélio José (DF), Marta Suplicy (SP), Garibaldi Alves Filho (RN), João Alberto Souza (MA) e Dário Berger (SC).

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Comentários

Camisa do Flamengo é eleita a 2ª mais bonita do mundo.



Software recomendado
Baixar videos do YouTube com Freemake