Adeus, Ferreira Gullar.

Deu ruim! Rayanne Morais e Douglas Sampaio foram parar na DP.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Justiça reconhece má gestão de Rosinha Garotinho na saúde.


Se não houver mudanças a curto e médio prazo, a prefeita Rosinha Garotinho pode terminar sua segunda gestão deixando a Saúde da cidade de Campos dos Goytacazes necessitando de socorro. É que a atual situação do município é extremamente preocupante. Ao ponto de desembargadores da 7ª Turma Especializada do TRF-2 reconhecerem, por unanimidade, a forte evidência de violação a direitos fundamentais e à legislação do Sistema Único de Saúde (SUS) em Campos. 

Os desembargadores destacaram a omissão indevida por parte da prefeita Rosinha Garotinho e do vice-prefeito, Francisco Arthur de Souza Oliveira, em efetivar as políticas públicas essenciais para a promoção da saúde. “Em razão do descaso do município com a saúde, o MPF pediu tutela antecipada para obrigar a prefeitura a regularizar inúmeras situações de risco à vida humana e a sua preservação, as quais foram constatadas na investigação ministerial”, como informou a Assessoria de Comunicação Social da Procuradoria da República no Rio de Janeiro nesta segunda-feira, dia 09 de maio. A matéria na íntegra pode ser lida neste link.

Para se ter ideia do quadro atual em alguns hospitais, nesta segunda-feira, recebemos uma foto que mostra o corredor do Hospital Geral de Guarus (HGG) lotado. A fonte do Momento Verdadeiro relatou que está faltando até copo descartável, usado pelos pacientes para beber medicamentos. Também há falta de materiais básicos, como álcool. Além da carência de funcionários. 

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.