VÍDEO: Casos de Polícia.

MPF pede à Justiça suspensão dos direitos políticos de Cunha por 10 anos.


A força-tarefa dos procuradores da Operação Lava Jato entrou hoje (13), na Justiça Federal em Curitiba, com uma ação de improbidade administrativa contra o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a mulher dele, Cláudia Cruz, o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Jorge Zelada e mais dois investigados.

A ação por improbidade contra Cunha tramita na Justiça Federal por se tratar de matéria civil, que não tem relação com as imputações penais, que estão no Supremo.  Com informações da Agência Brasil.

Edição: Washington Luiz.

Comentários

Motorista usa manequim para enganar polícia e acaba no tribunal.