Cabral exigiu pagamento mensal de R$350 mil da Andrade Gutierrez.

Política - Sérgio Cabral exigiu pagamento de propina logo após assumir governo. De acordo com o ex-presidente da empreiteira Andrade Gutierrez, Rogério Nora de Sá, o pagamento de propinas ao ex-governador do Rio era feito em troca da participação da empresa em contratos com o estado.

Rogério Nora disse que Sérgio Cabral o chamou para uma reunião em sua casa e pediu uma "contribuição" mensal de R$ 350 mil. Segundo o executivo, os pagamentos foram feitos durante cerca de um ano e três meses.

O ex-presidente da empreiteira Andrade Gutierrez fez as afirmações na manhã desta quarta-feira (15), durante audiência, na 7ª Vara Criminal Federal do Rio, de processo derivado da Operação Calicute, que levou Sérgio Cabral para a cadeia em novembro do ano passado.

De acordo com informações do portal G1, os advogados de Sérgio Cabral foram procurados, mas não quiseram se pronunciar. A Andrade Gutierrez informou, em nota, que reafirma o "compromisso de colaborar com as autoridades para esclarecer e sanar os erros cometidos".

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.
Com informações do G1

Comentários

Veja também

Preso processa policiais após ter uma ereção de 4 dias.