Papa Francisco completa 81 anos.

Ex-presidente da Odebrecht doou R$ 150 mi à campanha de Dilma.

A chapa Dilma-Temer recebeu R$ 150 milhões como caixa dois. O montante foi doado pelo empresário Marcelo Odebrecht. Segundo informações do "G1", parte desse valor foi contrapartida pela aprovação da medida provisória do Refis, que beneficiou o grupo. 

Marcelo Odebrecht também confirmou um encontro com Temer para tratar de doações para o PMDB, mas disse não ter discutido valores com o então vice-presidente. As declarações foram feitas em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quarta-feira (1º), na ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer. Embora o depoimento seja sigiloso, a TV Globo confirmou o conteúdo das declarações com diversas fontes.

O empresário foi ouvido como testemunha nas ações que tramitam no tribunal pedindo a cassação da chapa Dilma-Temer suposto abuso de poder político e econômico na eleição presidencial de 2014. Marcelo Odebrecht está preso na carceram da Polícia Federal em Curitiba.

De acordo com o Palácio do Planalto, o depoimento confirma a versão do presidente Michel Temer sobre o encontro, e que os valores repassados ao PMDB foram declarados ao TSE.  A assessoria da ex-presidente Dilma Rousseff ainda não se pronunciou sobre o caso.

(Por: Washington Luiz).
Com informações da TV Globo e G1.

Comentários

Motorista usa manequim para enganar polícia e acaba no tribunal.