Após debate com Moro, senadores apresentam substitutivo a PL.

Gilmar Mendes defende atualização da Lei de Abuso de Autoridade.

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Temer — o PT e o trabalhador brasileiro.


Circula na web uma imagem do vice-presidente Michel Temer e um texto atribuído a ele dizendo que o Partido dos Trabalhadores (PT) errou porque olhou só para o trabalhador. Segundo o texto, seria necessário rever regras excessivas e abusivas da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) para o Brasil voltar a ter lucro. O discurso teria sido feito durante o Encontro Nacional das Indústrias e Associativismo.  

Acontece que este discurso contra os trabalhadores não foi proferido pelo vice-presidente do Brasil. Pelo contrário, em discurso recente na FIESC, Temer apoiou a flexibilização das leis trabalhistas, valorizando a negociação direta entre empregados e empregadores. “É preferível manter o emprego do que perder o emprego”, resumiu, defendendo agilidade. “Nós precisamos todos trabalhar para que não surja uma conflitância social”, afirmou o vice-presidente. 

Independente de lado, nenhum governo vai querer os trabalhadores, que são responsáveis pelo desenvolvimento do país, contra. Isso seria um desastre para qualquer governante eleito para representar o povo.

É preciso lembrar que atualmente o Brasil vive um momento difícil no cenário político e econômico. São milhões de brasileiros desempregados. Precisamos avançar para superar esta crise e não de boatos com objetivo de criar mais transtornos.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Um comentário :

  1. [ Temer apoiou a flexibilização das leis trabalhistas, valorizando a negociação direta entre empregados e empregadores. “É preferível manter o emprego do que perder o emprego” ]

    Só para mim que isso pareceu uma liberdade de ameaça? Tipo: Ou você se "flexibiliza" dentro do que eu estou mandando ou então será mandado embora....

    ResponderExcluir

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.